Esclareça as suas dúvidas sobre o suplemento B12!

vitamina b12
7 minutos para ler

A vitamina B12 ou cianocobalamina, como também é conhecida, é uma das vitaminas presentes no complexo B. Ela apresenta função primordial na formação das células vermelhas do sangue, desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso central, além de participar da absorção e ativação de outras vitaminas.

Como podemos perceber, é um nutriente essencial para manutenção da saúde do nosso organismo como um todo. A vitamina B12 é encontrada, basicamente, em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, peixes e leite.

Muitas pessoas encontram dificuldade em manter essa vitamina em níveis adequados, como é o caso de gestantes, idosos, vegetarianos e veganos. O suplemento B12 é essencial, nessas situações, para garantir o funcionamento adequado do organismo.

Continue lendo e entenda melhor sobre a suplementação dessa vitamina!

Quais os sintomas que indicam carência de vitamina B12?

A vitamina B12 desempenha um papel importante no nosso organismo, tanto no sistema cardiovascular quanto no sistema nervoso. Não é difícil imaginar que, quando há deficiência desse nutriente, pode ocorrer uma série de complicações e, a depender do grau dessa carência, alguns sintomas podem surgir.

A vitamina B12 é obtida através da alimentação adequada (produtos de origem animal), sendo absorvida com ajuda de uma enzima liberada pelo estômago, o fator intrínseco. Ela se acumula no fígado, sendo requerida de acordo com a necessidade do organismo.

Quando deixamos de nos alimentar com fontes dessa vitamina, ainda há estoque dela em três a cinco anos. Sendo a vitamina B12 fundamental na formação das células vermelhas do sangue, as hemácias, sua deficiência pode causar uma anemia conhecida como megaloblástica.

Como toda anemia, pode ocasionar uma sensação de cansaço, fadiga, palidez e, em casos mais graves, até falta de ar. Essa condição é caracterizada pela presença de glóbulos vermelhos, maiores que o normal, além de anormalidade em glóbulos brancos.

Quando há uma deficiência grave dessa vitamina, também podem ser sentidos sintomas referentes ao sistema nervoso, como perda de sensibilidade ou formigamento em pés e mãos, confusão, esquecimento, dificuldade para caminhar, fraqueza muscular e perda de reflexos. Sua ausência no organismo, em casos avançados, também parece estar ligada a delírios, paranoia e episódios de depressão.

Quais são as causas de deficiência de vitamina B12?

Diferentemente do que costumamos imaginar, não apenas a falta de ingestão adequada causa a carência dessa vitamina no organismo. Como há particularidade na sua absorção, ou seja, é preciso a presença do fator intrínseco, produzido pelo estômago para que a vitamina B12 seja absorvida, é possível que a deficiência dela se dê por problemas nesse componente.

Além disso, pode haver dificuldades no armazenamento desse nutriente. Como é armazenado no fígado, doenças hepáticas podem comprometer essa função, exigindo uso de suplemento B12. Vejamos, a seguir!

Ingestão insuficiente

Sabemos que a vitamina B12 é presente em alimentos de origem animal, como carnes (bovinas, suínas), peixe, frutos do mar, leite e derivados. Dessa forma, comumente, as pessoas que apresentam deficiência dessa vitamina têm ingestão inadequada desses alimentos, como vegetarianos ou veganos que não utilizam suplemento B12.

Problema de absorção

Essa costuma ser a causa mais comum de deficiência de vitamina B12, pois está relacionada à falta ou dificuldade de atuação do fator intrínseco. Como ele é produzido pelo estômago, muitas condições de saúde que afetam esse órgão podem levar à redução ou ausência desse componente. Confira, a seguir:

  • cirurgia bariátrica;
  • remoção cirúrgica da porção que absorve a vitamina B12;
  • Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids);
  • teníase;
  • diminuição da acidez estomacal;
  • infecção intestinal;
  • doença celíaca ou pancreatite;
  • medicamentos como antiácidos e metformina;
  • doença inflamatória intestinal.

Dentre essas causas, a mais comum e que acomete a maioria das pessoas idosas é a diminuição da acidez estomacal, seja pelo próprio processo fisiológico do envelhecimento, seja pelo uso de medicamentos.

Essa diminuição da acidez dificulta a retirada da vitamina B12 da carne, no entanto, não afeta a absorção do suplemento B12. Isso torna possível a complementação, nesses casos, de forma tranquila.

Armazenamento inadequado

Quando há a presença de doenças hepáticas (cirrose, colestase, hepatites etc.), o armazenamento dessa vitamina fica comprometido, podendo levar à deficiência futura.

O que é e como funciona a suplementação de vitamina B12?

É sempre bom poder contar com a possibilidade de suplementar qualquer nutriente que seja. Assim, garantimos o funcionamento adequado do organismo, mesmo quando não se pode assegurar isso de maneira natural, independentemente dos motivos.

A suplementação da vitamina B12 visa a manter os níveis no sangue dentro da normalidade, reduzindo o risco de problemas de saúde decorrentes da deficiência dessa vitamina. Para entender a necessidade de utilizar o suplemento B12, é necessária uma avaliação de profissional habilitado (médico, nutricionista, nutrólogo etc.), com solicitação de exames de sangue, para saber como estão os níveis dessa vitamina no nosso corpo.

Em que casos é indicado o suplemento B12?

Após realização de exames que mensuram o nível de vitamina B12 no sangue, é possível checar se há necessidade de reposição. Em casos de pessoas vegetarianas ou veganas, o suplemento B12 é indicado, uma vez que a principal fonte alimentar é derivada de animais.

Comumente, como já mencionado acima, pessoas idosas ou com problemas relacionados à acidez estomacal necessitam de suplementação pela dificuldade de absorção da vitamina B12 pelo organismo.

Em muitos casos, a deficiência é leve e a pessoa não apresenta sintomas, que são característicos de casos de carência mais avançada dessa vitamina. Mesmo nessas situações, é necessária a suplementação para evitar sinais de gravidade.

Como fazer a reposição?

A suplementação da vitamina B12 pode ser feita por via oral ou por via intramuscular, a depender do nível de deficiência e da presença ou não de sintomas, como lesão nervosa, por exemplo, além de condição que dificulte absorção efetiva.

Nesses casos, de dificuldade de absorção, a administração intramuscular é preferível. É válida, também, em outras situações, como pacientes com anemia sintomática, sintomas neurológicos ou pessoas com adesão oral comprometida (crianças ou gestantes).

O suplemento B12 oral também se mostrou efetivo em pacientes com anemia e sintomas neurológicos, além de pacientes que não apresentam dificuldades para aderir ao tratamento oral. A posologia deve ser individualizada e deve levar em consideração os níveis de deficiência, presença ou não de sintomas e adesão.

Como escolher a melhor suplementação?

Para realizar essa escolha, é importante saber qual o tipo de cobalamina utilizado, a dose recomendada, além da forma farmacêutica (cápsula ou comprimido sublingual). Há dois tipos de cobalamina que podem estar presentes no suplemento B12: metilcobalamina ou cianocobalamina. Ambos são bem absorvidos, porém, o primeiro é natural e o segundo sintético.

Analisar os excipientes da formulação pode ser interessante se você apresentar restrição para açúcares ou conservantes, por exemplo. Pessoas veganas também precisam estar atentas aos excipientes para verificar se há algum de origem animal, como na cápsula de gelatina.

Além disso, é fundamental checar a procedência do suplemento B12 e seu fornecedor. Por fim, confira o reconhecimento da marca e aprovação pela Anvisa, para garantia de qualidade e efetividade adequadas.

Neste post, aprendemos um pouco mais sobre a vitamina B12, sua função no nosso organismo, os sintomas que sua deficiência causa, além de quando e como realizar a reposição do suplemento B12. É sempre bom lembrar que, ao necessitar de suplementação, devemos estar atentos à procedência do fornecedor para garantia de qualidade, além de manter alimentação balanceada para melhor resultado.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário