Saiba quais os melhores medicamentos para tratar a queda excessiva de cabelo

Saiba quais os melhores medicamentos para tratar a queda excessiva de cabelo
7 minutos para ler

Notar que os fios estão caindo, por vezes, pode ser um pouco assustador. No entanto, saiba que esse é um processo bastante comum e natural, e que faz parte ciclo de crescimento capilar. Inclusive, a perda de 60 a 100 fios diariamente, em geral, nem é percebida.

Por outro lado, o cenário muda e pode se tornar preocupante quando notamos a queda excessiva de cabelo — ou seja, quando mais de 100 fios são perdidos todos os dias. Esse quadro pode ser provocado por diversas razões, como estresse, alterações nos níveis hormonais (na andropausa ou na menopausa, por exemplo), ingestão de alimentos pobres em vitaminas e nutrientes, entre outras.

Nesses casos, passa a ser altamente recomendável buscar alternativas que possam combater o problema, como o Pill Food. Por essa razão, neste conteúdo, abordaremos as principais razões para a queda excessiva de cabelo e os medicamentos mais indicados para tratá-la, como os nutricosméticos, explicando seu conceito e funcionamento. Vamos lá?

Quais são as principais razões por trás da queda excessiva de cabelo?

Entender o que está acontecendo com seu corpo e que pode levar à queda exagerada de fios é importante para o tratamento. Veja algumas das causas possíveis.

Alterações nos níveis hormonais causadas pela andropausa ou menopausa

Conhecida como a “menopausa masculina”, a andropausa acontece quando os testículos perdem parte da capacidade de produção de testosterona. Esse quadro, geralmente, provoca uma alteração hormonal que pode aumentar significativamente a perda dos fios.

Já a menopausa — condição um pouco mais conhecida e abordada do que a anterior — ocorre efetivamente quando há a interrupção da menstruação em razão de um processo de envelhecimento natural da mulher. Nesse caso, o ovário cessa a produção de estrogênio, causando o mesmo efeito relatado acima. 

Ao notar o quadro, no caso das mulheres, é interessante buscar um ginecologista e, para os homens, um endocrinologista. Esses profissionais da área da saúde são os mais capacitados para estudar uma possível necessidade de reposição hormonal e evitar, desse modo, a perda excessiva de fios.

Excesso de estresse (ou ansiedade)

Ambas as condições têm o potencial de provocar um desequilíbrio nos níveis do cortisol, um hormônio relacionado ao estresse e que, quando muito elevado, pode ser responsável pela queda excessiva do cabelo. Além disso, tanto o estresse quanto a ansiedade também podem impactar negativamente a capacidade de digestão e de absorção de nutrientes por parte do organismo.

Em consequência disso, há um desequilíbrio nos níveis de minerais e vitaminas que são essenciais para o crescimento e para o fortalecimento dos fios. Ou seja, esses reflexos que atingem o organismo também colaboram para a queda capilar.

Uma boa alternativa pode ser procurar ajuda profissional. O acompanhamento com um psicólogo de confiança pode auxiliar na busca pelo autoconhecimento e no desenvolvimento do equilíbrio emocional, além de ajudar a identificar as causas dos transtornos, o que já representa um passo rumo ao alívio dos quadros.

Ingestão insuficiente de nutrientes e vitaminas na alimentação

Não é a primeira vez que mencionamos a importância da alimentação e os diversos impactos — positivos ou negativos — que ela pode exercer sobre a saúde. No caso da queda excessiva de cabelo, não é diferente.

A verdade é que uma alimentação composta de poucos nutrientes, vitaminas e minerais, como o zinco, as proteínas, as vitaminas A e C e o ferro, pode ser uma das motivações da perda dos fios. Isso porque essas substâncias são grandes aliadas no fortalecimento e no crescimento capilar. Assim, quando a ingestão das quantidades necessárias para o organismo não acontece, a queda dos fios é favorecida.

Nesse caso, a melhor saída é mudar os hábitos alimentares. Preze por manter uma dieta balanceada, inserindo queijo, frutas, leite, vegetais frescos, legumes, carnes magras etc., na sua alimentação, não deixando de lado a importância de uma orientação profissional especializada.

Isso porque pode haver a necessidade de suplementação alimentar, e o recomendável é que ela seja indicada por nutricionistas ou médicos conforme as suas necessidades.

Quais são os melhores medicamentos para tratar a queda excessiva de cabelo?

Vamos abordar, agora, os possíveis tratamentos para combater a queda excessiva de cabelo, como os nutricosméticos. Você já ouviu falar deles?

Esse termo é empregado comumente no universo da cosmética para tratar dos produtos de administração oral e que são formulados e disponibilizados no mercado com o objetivo de melhorar a aparência de unhas, pele, cabelo etc. Porém, saiba que eles jamais devem ser utilizados como substitutos de uma dieta saudável e balanceada.

A seguir, citaremos algumas dessas alternativas que podem colaborar — em conjunto com outras práticas saudáveis — para o combate à perda excessiva de fios. Confira!

Fórmula de recuperação capilar

Indicada para o estímulo do fortalecimento e do crescimento dos fios, para a nutrição e para o desenvolvimento capilar e para a redução expressiva da queda, sua composição traz, entre outras substâncias, biotina, coenzima Q10, zinco e L-cisteína. Esse suplemento foi desenvolvido pela B3 Farma e traz ativos com um poder antioxidante, que atuam sobre as células e reduzem bastante a queda excessiva do cabelo.

Em termos mais simples, a fórmula age por meio da recuperação celular. Sendo assim, é capaz de atenuar, por exemplo, os danos causados pelas sequelas provenientes da contaminação pelo novo coronavírus, que apresentam, entre os seus resquícios sobre o organismo, uma intensa perda de fios.

Pill Food

Com uma atuação mais generalista, o Pill Food é um complexo de vitaminas que promove benefícios não só para os cabelos, mas também, para a pele e para as unhas. No caso da queda excessiva dos fios, ele age diretamente no fortalecimento capilar, estimulando também o seu crescimento e a sua força.

O resultado do uso correto é um cabelo mais resistente a processos químicos, com maior densidade e mais forte. Além disso, na sua composição, entre outras substâncias, é possível encontrar colágeno (25 mg), vitamina B2 (1 mg) e pantotenato de cálcio (25 mg). 

PantoMax

Também com uma atuação mais generalista, esse complexo vitamínico proporciona vantagens para a aparência dos fios, das unhas e da pele, com alta eficiência se administrado regularmente. Sua fórmula traz substâncias de grande importância para o organismo, como a cistina, a tiamina, o pantotenato de cálcio e a queratina.

Sendo assim, como efeitos da sua ingestão regular, podemos mencionar o fortalecimento do metabolismo energético da reprodução de células, o efeito antioxidante, a prevenção do prematuro surgimento de fios brancos, entre outros.

Como você pôde ver, quando se trata de combater a queda excessiva de cabelo, muitas são as alternativas. O importante, acima de tudo, é sempre buscar identificar a causa com a ajuda de um profissional. Assim, é possível tratar o problema desde a raiz, apostando no uso de suplementos voltados às suas necessidades. Só não vale negligenciar a orientação de um especialista.

Este conteúdo foi útil? Que tal, agora, conhecer a loja da B3 Farma e saber um pouco mais das inúmeras soluções que oferecemos para tratar a perda excessiva de fios e outras condições?

Você também pode gostar

Deixe um comentário