Como funciona o minoxidil? Descubra aqui!

minoxidil
6 minutos para ler

O Minoxidil é o nome do principal ativo de um tônico capilar que pode ser encontrado em produtos prontos ou em versões manipuladas em concentrações de 2%, 5% ou 10%. O seu uso é exclusivamente externo, sendo muito indicado para queda de cabelos, podendo ser aplicado também em barbas e sobrancelhas para um melhor crescimento e evitar falhas.

Apesar de ser bastante popular para o tratamento de combate à queda excessiva de cabelo, como ocorre em casos de alopecia hereditária, o Minoxidil é um medicamento que ainda gera muitas dúvidas. Neste artigo vamos esclarecer como funciona o Minoxidil e dar ótimas dicas para o tratamento. Acompanhe!

Como funciona o Minoxidil?

Inicialmente, o Minoxidil foi elaborado para baixar a pressão arterial em pessoas hipertensas. Porém, descobriram que um dos seus efeitos colaterais era o crescimento do cabelo de pacientes que utilizavam a substância. Isso ocorre devido à sua ação vasodilatadora.

O efeito vasodilatador melhora a circulação sanguínea e promove a absorção de nutrientes no bulbo capilar. Além disso, a substância prolonga a fase anágena do ciclo de crescimento do cabelo, que se refere ao período no qual ocorre o nascimento e crescimento dos fios.

Quando o Minoxidil é mais indicado?

Em geral, o Minoxidil é indicado para o tratamento da alopecia androgenética (hereditária). Ela se caracteriza por um afinamento progressivo e miniaturização dos fios. Com o tempo, ocorre uma rarefação capilar, deixando o cabelo com aspecto ralo, com falhas que causam transparências e deixam o couro cabeludo aparente.

Quais são as contraindicações?

Por ser um medicamento vasodilatador, uma das suas principais contraindicações se relaciona às:

  • gestantes;
  • lactantes;
  • pessoas com irregularidades na pressão sanguínea — especialmente as diagnosticadas como hipotensivas (pressão baixa).

Após quanto tempo os resultados podem ser obtidos?

O efeito do tratamento varia de acordo com o organismo do paciente. Raramente se tem resultado imediato — com pelos aparecendo em poucos dias. Desse modo, é comum que passem semanas ou até meses para que sejam perceptíveis as mudanças. Como o Minoxidil funciona na estrutura dos fios, sua ação só fica clara quando eles tiverem comprimento suficiente para serem vistos facilmente.

As melhorias na quantidade, comprimento e espessura dos cabelos podem demorar até 12 meses, dependendo do caso. Em geral, o tempo mínimo para se obter um bom resultado com o Minoxidil é de 5 meses.

O que acontece quando o tratamento é interrompido?

A interrupção do tratamento provoca a queda dos novos cabelos que surgiram, em especial os fios mais finos, que ficam fragilizados. Isso ocorre porque eles podem entrar novamente na fase telógena, que é o período de queda. Assim, todo o tempo dedicado ao tratamento e o investimento aplicado são desperdiçados.

Por isso, é importante não interromper a aplicação do produto ou a suplementação com polivitamínicos adequados sem a orientação de um profissional habilitado.

Efeito shedding: o que significa?

O Minoxidil funciona como estimulante para os folículos capilares passarem de forma rápida da fase de repouso para a fase de crescimento. Ou seja, age antecipando a troca dos fios, adiantando a queda daqueles que só cairiam mais tarde.

Dessa forma, após mais ou menos de 2 até 6 semanas de uso, muitos fios são liberados juntos fazendo aumentar a quantidade de cabelos trocados diariamente. Esse é o efeito shedding — fundamental para o sucesso do tratamento capilar, mesmo que pareça assustador para quem passa por ele.

Pode usar Minoxidil por conta própria?

Falando de forma direta, a resposta é não. Acontece que, por se tratar de um medicamento, se faz necessária a recomendação médica para seu uso. Assim, o correto a fazer é consultar um dermatologista especializado em Tricologia. Somente ele pode analisar a real causa do problema e indicar o tratamento adequado.

Porém, muitas pessoas ainda acreditam entender como funciona o Minoxidil e fazem uso por conta própria. Esse tipo de atitude é completamente prejudicial à saúde dos cabelos. Além do mais, se automedicar com o Minoxidil pode fazer com que se perca o momento correto para início do tratamento adequado, o que resulta na ineficiência do procedimento.

Tem risco de utilizar dose maior do que a indicada?

Ao aplicar dose maior do que a prescrita pelo médico, não haverá aumento ou antecipação no resultado do tratamento. Por mais que tenha quem insista em fazer isso, não é como funciona o Minoxidil. Quando usado em doses além das que foram recomendadas pelo especialista, o corpo absorverá essa quantidade excedente e iniciará o aumento de pelos em regiões não desejadas.

Além do desperdício de produto e dinheiro, essa atitude causa transtornos e coloca em risco o bom andamento do tratamento. O ideal é sempre obedecer à recomendação do dermatologista para garantir os melhores resultados e evitar maiores problemas para a saúde do cabelo.

O Minoxidil provoca efeitos colaterais?

Como qualquer medicamento, o Minoxidil também pode apresentar efeitos colaterais. Por isso, é fundamental utilizá-lo somente com acompanhamento médico. Em geral, a substância é bem tolerada na aplicação tópica. No entanto, podem ocorrer algumas reações, como pruridos, coceira e irritação no couro cabeludo.

Também, pode provocar crescimento de pelos na face, no ouvido, nos braços e, até mesmo, um aumento na queda dos cabelos. Ocorre normalmente de duas a seis semanas após o início do tratamento e reduz em algumas semanas.

No entanto, quando a queda persiste por mais de duas semanas, o tratamento deve ser interrompido. Outras reações mais raras podem ocorrer, como dermatite seborreica, retenção de líquidos, palpitações, dor no peito e alterações cardíacas.

É Minoxidil mesmo?

Um dos maiores cuidados que é necessário ter diz respeito à origem do produto. Cuidar para que o Minoxidil seja verdadeiro vai além de não ser prejudicado financeiramente, trata-se de segurança e cuidado com a saúde. Ao utilizar uma substância falsa, não é possível saber o que realmente tem ali, afinal, sua fórmula não foi aprovada pelos órgãos reguladores.

Nesse sentido, expor a pele a um medicamento falso pode resultar em alergias ou problemas mais graves, como dermatite tópica. Busque informações sobre o produto que irá comprar como relatos de clientes, avaliações, descrição detalhada. É fundamental que possua o selo de autenticidade, isso trará garantia de que se trata de um medicamento legítimo.

Vimos como funciona o Minoxidil, uma substância que age como um vasodilatador e que é utilizada para o tratamento de queda severa dos cabelos, falhas na barba e sobrancelhas. Como qualquer outro medicamento, ele só deve ser utilizado com acompanhamento de um profissional habilitado.

Gostou deste artigo e deseja saber mais sobre assuntos como esse? Assine agora mesmo nossa newsletter e fique por dentro de tudo para sua saúde e bem-estar!

Você também pode gostar

Deixe um comentário